quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Melhore seu sistema imunológico

Meditação ajuda a fortalecer o sistema imunológico


Bem-estar

Meditação ajuda a fortalecer o sistema imunológico

Estudo da Universidade da Califórnia prova que a prática intensifica a atividade da enzima telomerase, que atua na defesa do organismo

Mulher meditando
(Comstock Images/Thinkstock)
“Atividades que aumentam a qualidade de vida podem ter efeitos profundos nos aspectos mais fundamentais da fisiologia de uma pessoa”, diz Clifford Saron
Técnica milenar oriental, a meditação é conhecida por aumentar a concentração e proporcionar relaxamento. De acordo com estudo da Universidade da Califórnia, durante a meditação, a enzima telomerase (ligada ao sistema imunológico) tem sua ação intensificada. Resultado: quem medita, tem suas defesas ampliadas e passa a lidar melhor com o stress.
Mas a meditação sozinha não resolve. "Por si só, ela não aumenta a atividade da telomerase", diz Clifford Saron, líder do estudo. Segundo ele, a meditação é apenas um dos mecanismos usados pelo corpo para aumentar o bem-estar psicológico do indivíduo. E é esse estado – e não o ato de meditar em si – que age diretamente sobre a atividade da telomerase nas células do sistema imunológico, que são as reais responsáveis por promover a longevidade nas células. "Atividades que aumentam a qualidade de vida podem ter efeitos profundos no organismo de uma pessoa", diz Saron.
Para chegar aos resultados, a equipe de cientistas analisou sessenta pacientes durante três meses: metade praticou a meditação; os outros trinta, não, atuando apenas como grupo de controle da pesquisa. As taxas da telomerase se mostraram cerca de 30% mais elevadas nas células do sistema imunológico dos voluntários que meditavam. Foram esses pacientes que apresentaram, ainda, um aumento nas capacidades psíquicas, como melhora na percepção de controle (sobre a própria vida e arredores), atenção e nos propósitos da vida (sentido de vida e metas a longo prazo). Além disso, eles experimentaram diminuição da neurose ou das emoções negativas.
Nobel - Co-autora do estudo, o primeiro a relacionar telomerase e meditação, Elizabeth Blackburn ganhou o prêmio Nobel de Medicina em 2009 pela descoberta da telomerase e dos telômeros, sequências do DNA que ficam no final dos cromossomos e tendem a se encurtar toda vez que uma célula se divide. Mas, sempre que a medida dos telômeros fica baixa, a célula tende a não se dividir mais e pode, eventualmente, morrer. É aí que entra a telomerase. A enzima é capaz de reconstruir o tamanho de um telômero, impedindo que ele entre em colapso. Estudos anteriores já apontavam a telomerase como o elo entre o stress psicológico e a saúde física.

Sistema Imune: Nosso Exército de Plantão


Quando uma pessoa se sente cansada e contrai doenças ou infecções com certa frequência, o diagnóstico popular, proferido até por quem é leigo, é simples e direto: a imunidade está baixa. Mas, afinal, o que faz o sistema imunológico? Será que ele é mesmo capaz de evitar aqueles problemas? Ele funciona como um exército, que utiliza diversas armas para combater um determinado microorganismo?.
Um microorganismo, por exemplo, um vírus, ao entrar em contato com o organismo, é reconhecido pelo sistema inato, que é a nossa primeira linha de defesa e responsável por resolver a maioria das infecções contraídas. Caso o vírus não seja eliminado em poucas horas, o organismo recruta a imunidade adaptativa, que é mais elaborada e específica. Nela, aparecem os linfócitos B, que produzem anticorpos para combater os vírus, e os linfócitos T, que são capazes de detectar e matar as células infectadas. Confira o funcionamento dos mecanismos de defesa no quadro a seguir:

Dois sistemas de defesa atuam na proteção e erradicação de ameaças microscópicas


Sistema imune inato: formado por células que não precisam ter mantido contato anterior com o microorganismo invasor para combatê-loSistema imune adaptativo: formado por células que só reconhecem o microorganismo invasor caso tenham mantido contato anterior com ele (é o caso das vacinas)
ProteçãoProteção
Células do sistema imunológico liberam a proteína interferon, que não permite que o vírus invasor se multiplique, protegendo o organismo contra infecçõesCélulas dos glóbulos brancos que produzem anticorpos identificam o vírus ou a bactéria e neutralizam esses microorganismos com uma espécie de "capa"
ErradicaçãoErradicação
As células NK (natural killers, ou "exterminadoras naturais"), produzidas pela medula óssea, identificam outras células infectadas e liberam substâncias que as destroemLinfócito T, células dos glóbulos brancos que detectam outras células infectadas, liberam proteínas para destruir as contaminadas. Após o processo, as células mortas são recolhidas

Sintomas como febre, diarréia, aumento no tamanho dos linfonodos (antigamente, chamados de gânglios), tosse e espirro, entre outros, mostram que o sistema imune está reagindo contra algum mal. São mecanismos de defesa. Se você come um alimento estragado, por exemplo, você tem uma reação inflamatória dentro do intestino: ele reage com uma diarréia para eliminar o mais rápido possível o patógeno. Entre as razões para o enfraquecimento do sistema imunológico, estão os problemas congênitos, desnutrição grave, stress, noites mal dormidas, má alimentação, exercícios físicos em excesso e uso de drogas imunossupressoras. Pessoas que lutam contra o câncer e portadoras do vírus HIV também podem ser vítimas. É importante se alimentar direito, já que muitas células precisam de nutrientes como zinco e vitaminas para terem um bom desenvolvimento.
Para pessoas sadias, as recomendações são básicas: manter uma alimentação saudável, dormir ao menos oito horas por noite e praticar exercícios físicos. Todas as coisas que fazem bem para o corpo fazem bem para o sistema imune.

Médico Especialista em homem Dr. Araujo Pinto no Tabu - Justtv - 08/09/11

Aumento Peniano com Dr Murilo Caldeira no Tabu - JustTV - 25/08/11

Documentário Iguana Verde (legendado) - Parte 1

Os Répteis 
Durante milhões de anos, os répteis foram os vertebrados mais bem-sucedidos em terra firme e reinaram absolutos em número de espécies e indivíduos. Atualmente, constituem uma classe com mais de 8 mil espécies catalogadas que vivem, principalmente, em ambientes quentes e úmidos. Cobras, lagartos, jacarés, crocodilos e tartarugas estão entre seus representantes mais conhecidos. 

Ciclo menstrual - Homem Virtual - Guyton & Hall

sistema circulatório- 3D em português

O Sistema Respiratório

Concepção - Sistema Reprodutivo 3D HD

Birth: McRoberts Maneuver

A DIGESTÃO COMEÇA NA BOCA

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013